Política

União Europeia apoia imigrantes em Angola

Edna Dala

A União Europeia vai continuar a apoiar os esforços do Executivo e da sociedade civil a regular e a criar condições de subsistência aos imigrantes em Angola, garantiu, hoje o representante da UE, Tomas Ulicny.

Fotografia: DOMINGOS CADENCIA

O diplomata europeu sublinhou que o fluxo de imigrantes é um fenómeno global que tem afectado muitos países e não apenas Angola, mas que deve ser resolvido em conjunto.

Tomas Ulicny, que falava durante um seminário sobre o "Direito dos imigrantes em Angola", promovido pela associação Omunga, reconheceu que Angola é um país onde os imigrantes são acolhidos de maneira positiva.

O embaixador reconheceu, igualmente, o esforço do Executivo angolano, nomeadamente do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, na criação de condições favoráveis para o registo dos filhos menores dos refugiados e requerentes de asilo.

Em desenvolvimento...

Tempo

Multimédia