Política

UNITA promete instalar secretariado no Cuito Cuanavale

Nicolau Vasco|Menongue

O primeiro secretário provincial da UNITA no Cuando Cubango, Adriano Sapinãla, prometeu instalar, ainda este ano, o secretariado municipal do partido no município do Cuito Cuanavale.

Fotografia: Nicolau Vasco | Edições Novembro

Desde o alcance da paz, em 2002, o partido nunca foi bem recebido pelos habitantes da localidade, que alegam ter sofrido muito durante o conflito armado.
Adriano Sapinãla, que falava no acto de massas que marcou a abertura do ano político do partido na província, referiu que apesar de o partido não estar representado no Cuito Cuanavale, um dos nove municípios do Cuando Cubango, tem, na província, uma massa militante activa, à altura de enfrentar as eleições autárquicas e gerais.
Questionado sobre os actos de intolerância política na província, Adriano Sapinãla apelou aos militantes do MPLA a saberem viver na diferença, alertando que quem retirar bandeiras do partido em qualquer aldeia vai sentir a mão pesada dos órgãos de justiça.
Adriano Sapinãla disse que o ano de 2020 está a ser visto com bastante optimismo pelo partido, por revelar o período da abertura para a alternância do poder em vários círculos provinciais, com a realização das eleições autárquicas.
"O país está a viver uma outra fase e um período cada vez mais dinâmico", disse o político, acrescentando que apesar de não existir ainda uma data para as autárquicas, a UNITA tem vindo a se preparar, com a capacitação dos quadros e militantes.
“Cada militante deve levar a mensagem das autarquias nas aldeias onde residem e falar da necessidade de mudança", frisou.
O político apelou aos quadros do partido a abandonar os gabinetes e estar junto das comunidades, para mobilizar o maior número de votos para garantir a vitória da UNITA nas autárquicas.
Sapinãla disse que o partido está a fazer o cadastramento dos ex-militares das extintas FALA, para manter o controlo dos mesmos, para a posteriori resolver a sua condição social.

Tempo

Multimédia