Política

UNITA manifesta abertura às propostas do Executivo

A UNITA está disponível para trabalhar com a liderança do MPLA na procura de consenso para a implementação das autarquias, afirmou no sábado, no Lubango, o deputado José Pedro Cachiungo.

Parlamentar defende discussão abrangente da sociedade
Fotografia: José Soares | Edições Novembro

O parlamentar, que falava à margem da visita de três dias do presidente do partido, Isaías Samakuva, ao Lubango, para presidir o encerramento da 4.ª reunião ordinária do comité nacional da JURA,  disse que as autarquias devem ser consensuais no Parlamento.
Segundo José Pedro Cachiungo, citado pela Angop, o centralismo proposto pelo MPLA não vai trazer o desenvolvimento, ressaltando ser “preciso que exista transparência na governação dos municípios e o sistema que o MPLA propôs de gradualismo autárquico não garante clareza, mas a continuação de um esquema antigo”. O processo das autarquias, por ser a expressão mais clara da democracia, disse, é uma questão de cidadania. Ao transferir as funções do Estado para a esfera das comunidades organizadas, acaba por ser a população a resolver os problemas no seu município, através de administradores eleitos.
O parlamentar lembrou existirem duas correntes de ideias sobre a implementação das autarquias: a do gradualismo, defendida pelo Executivo, que pretende instalar o poder local em alguns municípios, e a da UNITA, que defende a implementação simultânea em todas as localidades.
A reunião do comité nacional da JURA decorreu de 26 a 28 deste mês, sob o lema “Pela igualdade de oportunidades, autarquias em todos os municípios já”. Ao falar sobre o assunto, o líder da UNITA, Isaías Samakuva, disse que as autarquias são a única forma de os cidadãos participarem na gestão dos bens públicos.

Tempo

Multimédia