Províncias

Acção de perímetros irrigados muito aquém do preconizado

Arão Martins | Lubango

A província da Huíla, pelos recursos hídricos disponíveis, tem quatro perímetros irrigados fundamentais, que na sua maioria não estão à altura dos objectivos pelos quais foram preconizados, segundo a vice-governadora para o sector Político, Social e Económico, Maria João Chipalavela.

A criação, pelo Executivo, de perímetros irrigados visava o fomento da actividade agro-pecuária em várias localidades do interior da província da Huíla
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

“Não se pode admitir que empreendimentos cuja construção e reabilitação custaram valores elevados ao Estado estejam nas condições em que se encontram actualmente, sem prestarem serviços pelos quais foram preconizados”, acrescentou a vice-governadora provincial da Huíla para o sector Político, Social e Económico.
Maria João Chipalavela, que falava na abertura do primeiro encontro que o Ministério da Agricultura realizou com os empresários, na sequência da orientação do Presidente da República, aquando da realização da reunião com o Sector Empresarial, no passado dia 5, referiu que dos perímetros irrigados dois foram constituídos em sociedade, nomeadamente Sogangelas, na Chibia, e Sodemat (Matala), um em gabinete de desenvolvimento no município da Humpata e outro em pólo de desenvolvimento hidroagrícola do Waba, localizado no município de Caconda, este último ainda por explorar.

Tempo

Multimédia