Províncias

Administrador quer regresso da indústria de processamento

A necessidade de desenvolver indústrias transformadoras para absorver a produção agrícola dos camponeses da região foi salientada, no Dondo, pelo administrador de Cambambe, no Kwanza-Norte, Francisco Manuel Diogo.

O responsável disse à Angop que o município do Dondo tem registado, nos últimos cinco anos, um crescimento considerável, no domínio da produção agrícola, fruto dos investimentos feitos pelo Governo, através da concessão de créditos aos camponeses associados em cooperativas agro-pecuárias. Grande parte da produção agrícola local, reconheceu, acaba por se deteriorar no campo, por falta de indústrias de processamento e de conservação, facto que tem contribuído para o fraco rendimento dos camponeses, a julgar pelos elevados investimentos que são aplicados. Por isso, considera necessária a instalação de fábricas que absorvam a produção agrícola, para evitar as perdas dos camponeses. “Vamos trabalhar no sentido de se instalar fábricas que possam dar tratamentos dos produtos do campo”, disse. O município detinha, no passado, duas unidades fabris vocacionadas para a transformação de frutas e hortícolas em sumos compotas e farinhas lácteas, designadamente, “Vinelo” e “Banangola”, que deixaram de produzir nas décadas de 80 e 90, devido à destruição, pela guerra, dos campos agrícolas, que forneciam as matérias-primas e a consequente degradação dos seus equipamentos.

Tempo

Multimédia