Províncias

Agricultores animados com o Papagro

Domingos Calicipa

Agricultores e camponeses de Ombadja acolheram com satisfação o Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuários (PAPAGRO) na região, que já permitiu à venda e escoamento de mais de uma centena de toneladas de produtos para os grandes centros de consumo do país.

Programa de Aquisição de Produtos Agro-pecuários já permitiu a venda e o escoamento de mais de uma centena de toneladas de produtos para os grandes centros de consumo do país
Fotografia: Francisco Bernardo

O administrador do município, Manuel Domingos Tabí, considerou excelente o programa desenvolvido pelo Ministério do Comércio e disse que constitui uma grande mais-valia para o fomento do comércio rural, tendo em conta que os camponeses vêem  recompensado o seu esforço.
Apesar da seca que afecta a região, os camponeses venderam ao PAPAGRO 33,9 toneladas de cebola, 47,1 toneladas de manga, 51,1 toneladas de melancia, 35 toneladas de cenoura, 15 toneladas de fuba, 14 toneladas de massango e 90 quilogramas de pimenta, referiu o administrador. Manuel Tabí disse que a quantidade comercializada pode ser aumentada com a reabilitação das vias de acesso e a distribuição de meios agrícolas. />
Agricultura de regadio

A  Administração, acrescentou, vai incentivar os agricultores a tirarem o máximo proveito das duas margens do rio Cunene, com um caudal que permite a agricultura de regadio sem interrupção.
O PAPAGRO ajuda os agricultores implantados nos perímetros irrigados do Calueque, Naulila e Okalonga que periodicamente são confrontados com perdas devido à falta de escoamento dos produtos, como a batata rena, o repolho e o tomate, segundo Manuel Tabí.
“Devido à falta de clientes e de acessos para os principais mercados da província, os produtores de Calueque vendem os seus produtos na vizinha Namíbia”, sublinhou o administrador.

Tempo

Multimédia