Províncias

Água canalizada chega à comuna

Victorino Matias | Lóvua

Mais de três mil habitantes da comuna de Lóvua, município do Chitato, na Lunda Norte, já beneficiam de água potável, 16 anos depois da destruição do antigo sistema de abastecimento.

População aplaude iniciativa do Governo
Fotografia: Benjamim Cândido

O sistema foi inaugurado pelo governador provincial, Ernesto Muangala, no dia dos Mártires da Repressão Colonial da Baixa de Cassanje. A infra-estrutura custou 38 milhões de kwanzas e foi construído pela empresa DTIG Construções, durante cinco meses.
Dolbeth Gonçalves, encarregado da obra, disse que o sistema é sustentado por um gerador de 50 kva, dois grupos de electrobombas e uma torre elevatória com capacidade para armazenar 60 metros cúbicos de água e oito chafarizes construídos na periferia da sede comunal.
Os chafarizes têm capacidade para bombear 40 metros cúbicos de água por hora e estão dotados de um sistema de canalização moderno.   O administrador comunal do Lóvua, Domingos Tchicalo, disse que o projecto é apenas o culminar de uma etapa inserida no Programa de Combate à Pobreza e prevê o alargamento da rede de distribuição a outros bairros populosos da comuna.
Numa mensagem, os habitantes da comuna agradeceram ao Executivo, que tudo tem feito para minimizar o sofrimento dos habitantes que, até agora, consumiam água do rio.
O soba da comuna, Alberto Mukekua, agradeceu os esforços do Governo Provincial e disse que o sistema de água canalizada vai facilitar a vida das populações e diminuir as patologias que surgiam na região, devido ao consumo de água imprópria.

Tempo

Multimédia