Províncias

Água chega a localidades do Cuanza Norte

Manuel Fontoura | Ndalatando

As populações das localidades de Dange ya Menha e Zenza do Itombe, no município de Cambambe, beneficiam já de água potável a partir de novos sistemas de captação, tratamento e distribuição, disse ontem o director provincial de Estudos e Planeamento do Governo Provincial.

Captação nas localidades é feita a partir do rio Lucala e o sistema dispõe de uma capacidade para milhares de litros de água por hora
Fotografia: Nilo Mateus

Gonçalo Ribeiro  informou que os  sistemas inaugurados são, na sua maioria, financiados pelas autoridades locais e foram construídos no âmbito do Programa “Água para Todos”, desenvolvido pelo Executivo em todo o país.
A captação para o Zenza do Itombe, Cassualala e outras várias outras localidades é feita a partir do rio Lucala III e o sistema dispõe de uma capacidade para tratar 15 mil litros de água por hora, armazenada num tanque de cerca de 25 mil litros. Vão ser construídos 39 chafarizes e 123 ligações domiciliárias, com uma rede de tubagem com cerca de 35 quilómetros, disse Gonçalo Ribeiro.  
Além do Zenza do Itombe, o sistema beneficia as localidades da Aldeia Nova, Nova Cassualala, Calengue, Alto do Branze e mais sete aldeias que se encontram ao longo do traçado do projecto.
Já a comuna de Dange ya Menha vai ser abastecida a partir de uma captação, a ser instalada no rio Lucala II, com uma capacidade de bombear cerca de 10.500 litros de água a serem tratados num tanque de 225 mil litros e outros tanques intermédios. Até lá, vão estar disponíveis 11 chafarizes e 19 ligações domiciliares, num total de 18 quilómetros de tubagem.

Novas redes

Nos municípios de Cazengo e de Cambambe foram construídas novas redes de distribuição de energia e foi construído o complexo turístico do Miradouro, todos inaugurados pelo governador provincial do Cuanza Norte, Henrique André Júnior.
A província do Cuanza Norte atingiu já cerca de 80 por cento de cobertura, em termos de abastecimento de água, informou Gonçalo Ribeiro  , que acrescentou que o somatório dos programas, quer o Municipal Integrado de Combate à Pobreza quer o de Investimentos Públicos, vão futuramente criar melhores condições para um melhor fornecimento de água. O abastecimento de água às populações destas localidades eram feitos através de duas cisternas da Administração Municipal de Cambambe.
Desde a existência da comuna do Zenza, as populações nunca tinha beneficiado de água potável produzida localmente. Esta região, desde 1975, era abastecida por comboio. O governador provincial Henrique Júnior inaugurou   as novas redes de distribuição de energia dos municípios de Cazengo e Cambambe, completando assim a instalação de sistemas eléctricos de média e baixa tensão, incluindo quadros de distribuição de iluminação pública.
 Em Ndalatando, foram instalados dez novos postos de transformação (PT), e cada um deles vai comportar redes de distribuição em baixa tensão, com uma potência total instalada de 454 KVA.
No Dondo, a nova rede de distribuição de energia vai ter dois pontos de alimentação distintos em 30 KVA, sendo um no Alto Dondo e outro no Dondo.
Com isso, embora as duas subestações estejam isoladas uma da outra, a redundância de pontos de alimentação em conjunto permite, em caso de necessidade, ter um ponto de abastecimento a fornecer energia para as duas sub-redes.
Sobre esta nova rede de média tensão, implementada no Dondo e Alto Dondo, foram montados 21 novos PT, com cerca de 8.490 KVA de potência máxima, que vão transformar os 30 KVA de média tensão em 400Waltts de baixa tensão.
Em seguida, é distribuída às zonas anexas de cada PT. Cada poste das redes de baixa tensão está equipado com uma luminária, com arranque automático e individual via sonda crepuscular.

Tempo

Multimédia