Províncias

Alemanha quer investir em energias renováveis

Pedro Suculate/Cabinda

O embaixador da Alemanha acreditado em Angola, Dirk Lolke, manifestou, ontem na cidade de Cabinda, o interesse do seu Governo de cooperar com a província nos domínios das energias renováveis, Saúde, Petróleos e formação de quadros.

Diplomata alemão sondou em Cabinda áreas para a cooperação
Fotografia: António Soares | Edições Novembro | cabinda

Falando à imprensa, depois de uma audiência com o vice-governador para a área Política e Social, Alberto Paca, Dirk Lolke realçou que a Alemanha possui uma vasta experiência e tecnologia de ponta no sector das energias renováveis, o que poderá ser uma mais-valia para Cabinda. “Não possuímos empresas no sector petrolífero em Cabinda, pelo que pretendemos explorar o sector das energias renováveis nesta província ”, disse.
Segundo o diplomata, Angola tem dado mostras de que confia na tecnologia alemã, particularmente no sector energético, do qual adquiriu turbinas para as diversas barragens hidroeléctricas instaladas no país.
O embaixador alemão, que manteve um encontro de cortesia com o bispo da Diocese de Cabinda, Dom Belmiro Chissenguete, visitou empreendimentos socioeconómicos, nomeadamente o Banco de Urgências do Hospital Provincial, as obras de construção do campus universitário, a estação de captação e tratamento de água de Sassa-Zau, o Terminal Marítimo de Passageiros e Quebra-Mar, o Instituto Médio Politécnico de Cabinda, a Escola Técnica de Saúde e a Faculdade de Medicina.

 

Tempo

Multimédia