Províncias

Alto índice de aproveitamento escolar

Pelo menos 15.657 alunos transitaram de classe no município do Alto Zambeze, província do Moxico, dos 18.778 matriculados no ensino primário, o que corresponde a 82 por cento de aproveitamento escolar.

A cada ano que passa aumenta o número de crianças inseridas no sistema normal de ensino e aprendizagem em todas as províncias
Fotografia: Jornal de Angola

O chefe de secção do Ensino Geral, Inoque Samilonga, que apresentou o balanço do ano lectivo de 2013 no Alto Zambeze, informou que, no I ciclo, dos 1.657 alunos matriculados 1.156 passaram de classe, representando 69 por cento de aproveitamento escolar.
Nos dois subsistemas de ensino primário e primeiro ciclo, as aulas foram asseguradas por 309 professores, distribuídos por 58 escolas.
Inoque Samilonga informou que a circunscrição ainda regista um défice de professores, além da falta de meios de transporte e de acompanhamento dos educandos por parte dos pais e encarregados de educação, problemas que constam do rol de preocupações do sector naquele município, localizado a 519 quilómetros da cidade do Luena, capital do Moxico.

Merenda escolar no Bié


Mais de três mil alunos do município de Chitembo, a 150 quilómetros do Cuito, província do Bié, beneficiaram, em 2013, de merenda escolar, informou o administrador de Chitembo, Daniel Mucanda.
Em declarações à Angop, sublinhou que o projecto abrangeu nove escolas das comunas de Mumbué, Malengue e Cachingues e da sede municipal.Daniel Mucanda, que reconheceu o facto de a merenda escolar contribuir para a redução do índice de desistência escolar, disse haver ainda insuficiências relativamente à abrangência do programa em todas as escolas públicas. Um problema que as autoridades administrativas locais, em parceria com sector da Educação, estão a tentar resolver.
O município de Chitembo, com uma população calculada em mais de 80 mil habitantes, integrou na rede escolar pública, em 2013, mais de 32 mil alunos no ensino primário e no II ciclo do ensino secundário.

Milhares de alunos na Matala

Ao todo, 50 mil novos alunos foram matriculados no ano lectivo de 2013 no município da Matala, a leste do Lubango, capital da Huíla.O administrador municipal, Miguel Vicente, disse à Angop que a inserção de novos alunos, que se juntaram aos antigos 60 mil, é resultado dos investimentos feitos no âmbito do Programa de Combate à Pobreza.Ainda no ano lectivo passado, foram abrangidas pela merenda escolar 3.650 crianças, o que melhorou significativamente os níveis de aprendizagem em seis escolas do ensino primário, onde foi desenvolvido o programa social.

Alfabetização na Bibala

Este ano, a Administração Municipal da Matala vai levar a merenda escolar a mais escolas, cujo número não foi revelado pelo administrador. O município tem uma população calculada em 222.880 habitantes. O município da Bibala, que dispõe de 524 professores e 126 alfabetizadores, vai matricular, no próximo ano lectivo, uma população estudantil de 17.976 alunos, informou o chefe do departamento municipal da Educação.
Paulo Modelo frisou que, no ano lectivo passado, foram matriculados 13.721 alunos, distribuídos por 28 escolas, sendo quatro do primeiro ciclo, uma do segundo ciclo e 23 do ensino primário.
Em 2013, transitaram de classe mais de 11 mil alunos, um alto índice de aproveitamento resultante do incremento da merenda escolar, com 3.696 crianças de 11 escolas beneficiárias.

Tempo

Multimédia