Províncias

Alunos de colégio fazem greve

Juliana Domingos | Huambo

Os alunos do Colégio Missionário Baptista, na província do Huambo, suspenderam as aulas, desde a passada semana, alegadamente por mau estado das infra-estruturas da escola.

Os alunos do Colégio Missionário Baptista, na província do Huambo, suspenderam as aulas, desde a passada semana, alegadamente por mau estado das infra-estruturas da escola. O director do colégio, Isaías Campos, disse que o verdadeiro motivo da greve é a subida do preço das propinas. Até ao ano passado os alunos pagavam 9.000 kwanzas. Agora são obrigados a pagar 13.500 kwanzas.
Os alunos dizem não concordar com a subida das propinas porque a escola não tem condições para cobrar mais do que já pagavam antes.
 O Jornal de Angola constatou que o colégio não dispõe de carteiras e as casas de banhos têm o chão esburacado. A equipa de reportagem do diário nacional verificou também que os tectos apresentam teias de aranha e que o colégio não tem um recinto para a prática de educação física e desportos nem uniforme escolar.

Tempo

Multimédia