Províncias

Andulo tem nova escola e mais um posto de saúde

José Chaves | Andulo

A aldeia de Ulimba, município do Andulo, na província do Bié, conta com mais um posto de saúde e uma escola primária de quatro salas de aula. Os novos equipamentos sociais foram inaugurados pelo vice-governador do Bié para a área Técnica e Infra-estruturas, José Tchatuvela, no âmbito da celebração dos 48 anos de elevação do Andulo à categoria de cidade.

Fotografia: Edições Novembro

A escola tem capacidade para albergar 360 alunos, em dois turnos, da iniciação à sexta classe. O posto de saúde tem sala de observação, consultório, enfermaria com capacidade para internar quatro doentes, salas de parto e de pré-parto, puericultura, cadeia de frio e farmácia.
Na sede municipal, foi reinaugurado um jardim e o canil-gatil. Celeste Adolfo, administradora municipal do Andulo, frisou que as novas infra-estruturas se enquadram no programa do Governo que visa melhorar as condições sociais da população.
Em todas as localidades do município do Andulo, ainda de acordo com a administradora Celeste Adolfo, estão em curso diversas acções que visam melhorar a qualidade de vida da população.
O vice-governador do Bié pediu à comunidade para preservar os imóveis. José Tchatuvela sublinhou que o governo provincial está apostado em trabalhar na melhoria das condições sociais da população, com a implementação de várias acções do Programa de Combate à Pobreza, destacando a reabilitação das vias de acesso, sistemas de distribuição de água e de infra-estruturas dos sectores da saúde, educação e agricultura. />De referir que o governador do Bié, Pereira Alfredo, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), colocou a primeira pedra para a construção de duas escolas, uma na comuna de Calussinga e outra na sede municipal do Andulo, com sete e de 12 salas de aula, respectivamente.
Durante o acto, a administradora municipal do Andulo disse que, no âmbito do PIIM, vai-se apostar na construção de várias infra-estruturas sociais, com vista a servir melhor as populações.
A administradora Celeste Adolfo afirmou que vai ser reabilitado e apetrechado o centro materno-infantil, construído uma esquadra da Polícia Nacional, infra-estruturas integradas na sede municipal e na comuna de Calussinga, bem como reabilitadas e terraplanadas as estradas que ligam a sede municipal e as comunas de Cassube e Chivaulo.
No sector de infra-estruturas produtivas, o programa da administração prevê dar mais incentivos aos camponeses, para permitir o aumen-to da produção agrícola. O Plano Integrado de Intervenção dos Municípios, financiado com verbas do Fun-
do Soberano, visa, essencialmente, a construção de escolas, hospitais, postos médicos, centros de abastecimento de água e estradas.

Tempo

Multimédia