Províncias

Área de protecção a nascer em Savate

Lourenço Bule | Savate

Uma área para a conservação e procriação de animais selvagens de grande e pequeno portes em vias de extinção está a ser criada na comuna de Savate, município do Cuangar, para garantir o desenvolvimento do turismo ecológico, anunciou segunda-feira o director do projecto.

Fotografia: JAIMAGENS

Simão Júnior, que se deslocou à localidade de Savate para avaliar o grau de execução das obras,  explicou que o projecto, iniciou em 2013, fica concluído no primeiro trimestre do próximo ano e disse que posteriormente o local vai ser transformado num ponto de desenvolvimento do ecoturismo e de caça desportiva na província.
De iniciativa privada, o projecto está a ser implementado numa área de 100 mil hectares na confluência dos rio Cuatir e Cubango, cerca de 72 quilómetros da sede comunal do Savate. Na primeira fase foram investidos cinco milhões de dólares, além de ter sido criados 60 empregos directos para cidadãos residentes referida localidade.
A área de conservação de animais em vias de extinção vai ser repovoado com várias espécies de mamíferos a adquirir na Namíbia, Botswana e África do Sul.
O  projecto de conservação e procriação de animais selvagens em vias de extinção no Savate vai ser  transformado numa das maiores fontes de receitas para a província do Cuando Cubango, devido à diversidade da sua flora e fauna, tornando-se num destino turístico de excelência.  Além das infra-estruturas de confinação animal estão a serem construídas  no local lojas para a venda a retalho de bens e produtos de primeira necessidade, para evitar que às populações percorram longas distâncias  para adquirir a cesta básica.

Tempo

Multimédia