Províncias

Arrancam obras do centro de hemodiálise

João Constantino | Cuito

Pessoas com problemas de insuficiência renal, no Bié, vão ser tratadas localmente, nos próximos tempos, assim que entrar em funcionamento o centro de hemodiálise do Hospital Provincial em construção na cidade do Cuito, assegurou ontem o director provincial da Saúde.

João Campos disse que a insuficiência renal é um dos graves problemas que vitima muita gente e que a evolução da doença a nível da província é preocupante.
O centro de hemodiálise, uma parceria público-privada, vai funcionar sob responsabilidade do Instituto Angolano do Rim, em parceria com o Governo Provincial do Bié, no âmbito de um acordo assinado entre as duas partes.
O acordo para a construção do centro de hemodiálise do Cuito foi assinado pelo vice-governador para a área Política e Social, Carlos Ulombe da Silva, e pelo director do Instituto Angolano do Rim, João Baptista Colarinha.
A unidade clínica, além dos doentes da província do Bié, vai assistir igualmente pacientes com problemas renais do Cuando Cubango e Moxico.
O Bié junta-se ao Huambo, Benguela e Luanda na lista das províncias que dispõem do serviço de hemodiálise.
A instituição entra em funcionamento dentro de dez a 12 meses. Durante este período vão ser formados na especialidade os técnicos. Um centro de hemodiálise está a ser construído também na província de Cabinda.

Tempo

Multimédia