Províncias

Assistência médica está mais próximo da população

Os habitantes do município de Samba-Caju, a 105 quilómetros de Ndalatando, província do Cuanza-Norte, deixaram de deslocar-se para outras localidades em busca de assistência médica, pois a região tem um centro médico em funcionamento há alguns dias.

A instituição funciona com os serviços de pediatria, parto e pós-parto, medicina, farmácia, sala de tratamento e banco de urgência. O seu administrador, Pedro Leitão, informou que mais de 70 pacientes são atendidos diariamente no centro, maioritariamente com malária e diarreias agudas.
Pedro Leitão lamentou a falta de serviços de estomatologia e oftalmologia, especialidades muito solicitadas pelos pacientes locais. "A par desta anormalidade, debatemo-nos com o défice de médicos. Actualmente, tem apenas três, mas precisamos de mais cinco. Temos 20 enfermeiros e precisamos de mais 16, assim como de três técnicos de laboratório", disse

 

 

Tempo

Multimédia