Províncias

Aumentam famílias na produção agrícola

A direcção provincial da Huíla da Agricultura vai inserir, a partir de Outubro próximo, na campanha agrícola 2017-18,288.430 famílias camponesas em actividades produtivas, disse ontem à Angop o director provincial do sector.

Objectivo das autoridades é aumentar a produção na região
Fotografia: Edições Novembro

 Lutero Campos referiu que estas famílias foram seleccionadas em 904 aldeias e estão organizadas em 835 associações e 224 cooperativas agrícolas, que esperam produzir mais de um milhão de toneladas de produtos diversos.
Afirmou que a produção agrícola conta ainda com o concurso de 376 agricultores empresariais, que, no conjunto, vão trabalhar em 605 mil hectares de terras aráveis.
A província vai beneficiar até ao começo da campanha agrícola de 50 mil toneladas de fertilizantes, tendo já recebido sementes, charruas e tractores. Ao todo, 19 mil milhões, 198 mil e 633 Kwanzas estão disponíveis para a execução de projectos virados ao desenvolvimento da agricultura na Huíla.
Lutero Campos adiantou ainda que é necessário reforçar a actividade com 89.410 enxadas, dez mil charruas, 680 tractores, 39 equipamentos de rega, 5.601 semeadores manuais, além de 500 toneladas de sementes de milho, feijão, massango, massambala, mandioca, batata-rena e doce.
Na campanha agrícola 2016/2017 foram cultivados na província da Huíla 600 mil hectares de terra, num processo que envolveu 250.800 famílias camponesas e 441 agricultores.

Tempo

Multimédia