Províncias

Autoridades tradicionais pedem obras

As autoridades tradicionais do município do Dala, província da Lunda Sul, pediram a construção de infra-estruturas de impacto social e económicas na sede do município e nas comunas.

De acordo com o regedor da sede do município, Manuel Gabriel Saiassua, em declarações feitas na segunda-feira à Angop, a construção de agências bancárias ia ajudar a diminuir a deslocação de trabalhadores à capital e ao município vizinho de Camanongue, para efectuarem os movimentos bancários.
O regedor apontou, ainda, a construção de residências para professores e enfermeiros colocados nestas localidades que, quase todos os fins-de-semana, têm que se deslocar à capital da província onde deixaram as famílias, por não terem onde as albergar.
Além disso, a falta de armazéns e estabelecimentos comerciais para absorver os produtos agrícolas origina que estes acabem por se deteriorar nas mãos dos camponeses.
“Reconhecemos tudo o que o nosso Governo está a fazer para acudir a população do município, pois já construiu escolas, centros médicos e outras infra-estruturas, mas o município ainda tem falta de outras infra-estruturas para melhorar as condições de vida da população”, disse.
Dala é um dos quatro municípios da Lunda Sul cuja população é maioritariamente camponesa, de origem Lunda Tchokwé e dedica-se ainda à pesca fluvial, caça, apicultura e exploração de recursos florestais.

Tempo

Multimédia