Províncias

Bairros da cidade de Cabinda são ligados por vias asfaltadas

André Guto | Cabinda

A reabertura de  37 quilómetros de vias terciárias permitiu que cinco bairros da cidade de Cabinda voltem a estar ligados por estradas asfaltadas, depois dos troços terem sido reabilitados.

Primeira fase da intervenção nas vias de ligação entre os vários troços consistiu na asfaltagem e a segunda prevê a instalação de rede técnica
Fotografia: António Soares | Cabinda

O acto de reinauguração foi presidido pela governadora provincial, Aldina da Lomba.
Neste momento, verifica-se uma maior mobilidade de pessoas e mercadorias entre os bairros Mongo Suili, Lombo Lombo, Amílcar Cabral, Chiweca e Chizo, fruto do trabalho feito pelas empreiteiras Encica, Tecnovia e Mota Engil.
A via do bairro Chiweca beneficiou de uma via estruturante com dois sentidos, duas faixas de rodagem, água potável, iluminação pública e passeios, além de uma estrada que marca um eixo novo de desenvolvimento urbano entre o bairro Povo Grande e o Sul da província.

Utentes satisfeitos

As populações beneficiadas manifestaram  satisfação pela abertura das novas vias, que permite aos automobilistas circularem sem constrangimentos e solicitaram a extensão das obras a outras áreas, cujos  acessos ainda não oferecem condições aceitáveis.
A governadora provincial Aldina da Lomba ressaltou que as obras  são o resultado da estratégia do Executivo, que se enquadra no Programa Nacional de Desenvolvimento, que dá uma particular importância à reabilitação e expansão das infra-estruturas rodoviárias da região, no período 2013 a 2017.
A primeira fase da intervenção nas vias de ligação entre os vários troços consistiu na asfaltagem e a segunda etapa prevê a instalação de redes técnicas de água e energia, de drenagens e passeios. Aldina Catembo garantiu que as obras vão ser extensivas aos bairros todos da cidade de Cabinda, no âmbito do acções de requalificação dentro dos objectivos do Programa de Desenvolvimento da Província de Cabinda.

Estrada para Cacongo

No município de Cacongo  foi igualmente  aberta pela governadora provincial de Cabinda uma estrada terraplenada com 35 quilómetros entre as aldeias do Tchiela e Tchississi. Orçadas em mil milhões de kwanzas, as obras foram executadas pela empreiteira HAL Engeset, num período de 18 meses.
O regedor de Ntando Mpala, Augusto Zau, destacou o trabalho de reabilitação do troço entre as duas localidades, numa altura em que se assiste ao aumento da circulação de pessoas e bens.

Tempo

Multimédia