Províncias

Barragem do Gove beneficia de obras

Justino Vitorino| Huambo

A ministra da Energia e Águas, Emanuela Vieira Lopes, considerou na sexta-feira, na província do Huambo, positivo o trabalho de reabilitação da barragem hidroeléctrica do Gove, cuja entrega está prevista para finais de Outubro de 2011.

A barragem hidroeléctrica do Gove depois de concluída vai melhorar o fornecimento de energia nas províncias do Huambo e do Bié
Fotografia: JA

A ministra da Energia e Águas, Emanuela Vieira Lopes, considerou na sexta-feira, na província do Huambo, positivo o trabalho de reabilitação da barragem hidroeléctrica do Gove, cuja entrega está prevista para finais de Outubro de 2011.
Emanuela Vieira Lopes precisou que houve uma evolução positiva nos trabalhos já realizados e apresentados, principalmente em termos de execução de obras da central de aproveitamento hidroeléctrico da barragem. 
"Pelo que observei, avalio positivamente os trabalhos da reabilitação da barragem. Como tivemos a oportunidade de observar durante a nossa visita à província, houve uma evolução significativa", disse a ministra Emanuela Vieira Lopes.
A governante observou o andamento das obras de construção das novas linhas de transporte de energia eléctrica e da subestação eléctrica do Huambo e Caála, onde recebeu explicações do projecto da rede de média e baixa tensão, cujas obras estão em estado avançado.
Emanuela Vieira Lopes visitou também o local onde está a ser erguida a subestação eléctrica do Belém do Huambo, cujas obras tiveram um ligeiro atraso, devido à crise financeira mundial que teve efeitos em Angola.
Dos quatros lotes integrados na obra de reparação da barragem do Gove, o lote 4 é o que tem merecido maior atenção, pelo facto de ser o que compreende a parte central e a subestação.
As restantes infra-estruturas de apoio à barragem do Gove estão a receber obras de reabilitação, nomeadamente, o aeroporto, a pista, a aerogare, o parque de estacionamento da placa, cujas obras já terminaram. 
A barragem do Gove vai gerar mais de 800 novos postos de trabalho, na sua maioria para jovens angolanos da região da Caála, Cuima e Gove.                                                                          
Das 257 torres de distribuição de energia, necessárias para o percurso que liga o Huambo ao Sector do Gove, já foram montadas 38. Foram também desminados, até agora, 54 quilómetros em linha recta, segundo o chefe de secção da subestação eléctrica do Belém do Huambo, Dombaxi Feijó . 
 
Água para famílias  
 
O programa "Água Para Todos" já chegou a muitas famílias e a ministra considerou positiva a actividade desenvolvida na província do Huambo relativamente ao fornecimento de água.
António Quaresma, chefe do Departamento de Saneamento e Abastecimento da Água do Ministério de Energia e Águas, disse que só dentro da cidade do Huambo foram reabilitados cerca de 160 quilómetros de redes de abastecimento e distribuição de água.
A província do Huambo vai contar, em breve, com uma Estação de Tratamento de Água (ETA), que será instalada na zona do Caululu, na foz do rio Cunhongamua. Os projectos estão a ser estudados pelos órgãos competentes.   
formação de quadros qualificados, com vista a garantir o funcionamento do sector das águas, é uma das prioridades que estão no programa do Ministério de Energia e Águas.
A barragem do Gove vai gerar energia eléctrica para as províncias do Huambo e Bié.

Tempo

Multimédia