Províncias

Aberta campanha agrícola

Os camponeses de Bula Atumba foram exortados ontem a reforçar a produção agrícola pelo vice-governador provincial do Bengo para o Sector Económico.

Camponeses reconhecem apoio do Governo
Fotografia: Edmundo Eucílio | Bula-Atumba

Domingos Guilherme, que falava na cerimónia de abertura da campanha agrícola 2015/2016, disse que é necessário que os camponeses unam em associações e cooperativas para alcançarem o maior volume de produção.
O município de Bula Atumba é uma região com potencial agrícola, com relevo para o cultivo de mandioca, milho, feijão e outros produtos. Os camponeses da fazenda São Bento, local onde decorreu a abertura da campanha agrícola 2015-2016, foram agraciados com ferramentas e equipamentos agrícolas.
Numa mensagem lida na ocasião, os camponeses reconheceram o apoio do governo provincial na entrega de alguns meios, apelando para a criação de condições de escoamento dos produtos e de acesso aos créditos agrícolas para o fomento da actividade pecuária e a melhoria das vias de acesso às comunidades. />O director provincial da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Faustino Ngonga, disse que estão a ser preparados 1.200 hectares de terras férteis, que contam com o envolvimento de 38.700 famílias camponesas. “Na campanha agrícola 2014-2015, os camponeses da província do Bengo colheram 667.234 toneladas, número que pode ser superado nesta campanha, a julgar pelos apoios recebidos do Governo”.
O administrador municipal do Bula Atumba, Manuel Lisboa Neto, manifestou a sua satisfação pela escolha da região para acolher o acto de abertura da campanha agrícola, tendo considerado que a aposta da actividade agrícola é a maior forma de contribuir para o combate a fome e pobreza.
O proprietário da fazenda São Bento, Abílio Hebo, disse terem sido preparados 40 hectares, distribuídos em 90 famílias que cultivam milho, feijão e mandioca.

Tempo

Multimédia