Províncias

Administração prepara lotes para construção de habitações

Pedro Bica | Ambriz

O município do Ambriz, na província do Bengo, possui neste momento uma área preparada de 20 hectares e 75 metros quadrados, para serem cedidos às populações, no âmbito do projecto de autoconstrução dirigida, disse ao Jornal de Angola o chefe de repartição do ordenamento do território.

Chefe de repartição Lopes Magalhães
Fotografia: Eduardo Eucílio

O município do Ambriz, na província do Bengo, possui neste momento uma área preparada de 20 hectares e 75 metros quadrados, para serem cedidos às populações, no âmbito do projecto de autoconstrução dirigida, disse ao Jornal de Angola o chefe de repartição do ordenamento do território.
Lopes Magalhães, que garantiu existirem condições para a recepção das solicitações, fez esta declaração após o acto que marcou a entrega simbólica dos 340 lotes de terra às primeiras seis famílias do novo bairro da circunscrição.
A nova urbanização vai comportar residências de alta renda, numa área de 25 hectares e 50 metros quadrados, 20 para desporto e lazer, 10 para centros comerciais, cinco para escolas e quatro para unidades sanitárias.
Para este tipo de espaços, os requerentes devem reembolsar um valor de 240 mil Kwanzas, que servem para custear os encargos administrativos e o título de concessão.
As parcelas para habitações de média e baixa renda têm oito hectares e 50 metros quadrados. 

Tempo

Multimédia