Províncias

Administrador preocupado com paralisação das obras

A paralisação de obras de impacto social em Nambuangongo constitui uma das preocupações do administrador municipal, Manuel Lopes Dembo, na sua jornada de campo às sete comunas do município.

Obras no campo multiusos e da cozinha comunitária se encontram paralisadas
Fotografia: Jornal de Angola |

Na comuna de Canacassala as obras do campo multiusos, balneário e cozinha comunitária encontram-se paralisadas há dois anos, assim como a construção de um centro de saúde na comuna de Cage Mazumbo. 
O administrador apontou a falta de infra-estruturas para acomodar a Polícia Nacional e sedes de administrações comunais como outras preocupações e espera reunir-se com os empreiteiros para saber os motivos da paralisação das obras e encontrar soluções para os projectos.
Muito trabalho há ainda por fazer na distribuição de água potável e energia eléctrica, mas sectores como educação e saúde funcionam com normalidade.
A reabilitação da estrada entre Caxito e o município de Nambuangongo foi retomada na última semana. A zona mais crítica é a que liga Caiengue a Muxaluando, numa extensão de cerca de 37 quilómetros e já começou a ser intervencionada. O município dista 110 quilómetros a noroeste da cidade de Caxito.

Tempo

Multimédia