Províncias

Alfabetização nos municípios abrange milhares de pessoas

Maiomona Artur | Caxito

Um total de 16.359 cidadãos, na sua maioria mulheres, terminou os diferentes módulos de alfabetização nos últimos dois anos, na província do Bengo, revelou sábado, na cidade de Caxito, o assessor principal do projecto da Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia.

Mulheres continuam a dominar as estatísticas de alunos inscritos nas salas de alfabetização
Fotografia: Eduardo Pedro

Romárico Cuevas salientou que o projecto de alfabetização, que decorre sob o lema "Sim eu Posso", desde Março de 2013, inscreveu 20.467 cidadãos dos seis municípios da província do Bengo, mas que um pequeno grupo desistiu.
No segundo trimestre deste ano lectivo, frequentam as aulas de alfabetização 3.700 pessoas nos municípios do Dande, Nambuangongo, Dembos, Bula Atumba, Pango Aluquém e Ambriz.
O assessor do projecto sublinhou que as aulas são ministradas com ajuda de televisores, aparelhos DVD e kits de discos diversos, que possuem lições de alfabetização, além de cartilhas para o educador e o aluno, desenvolvidas por um mestre bem preparado na metodologia.
O coordenador provincial do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar (PAAE), Sebastião Carvalho, referiu  que o processo a nível da região decorre sem sobressaltos, com uma adesão satisfatória das comunidades.
Sebastião Carvalho pediu maior engajamento de todos os actores envolvidos no processo no sentido de se erradicar o analfabetismo na região.Uma das dificuldades que o processo tem enfrentado é o envolvimento da sociedade que reside nas áreas recônditas, por desconhecer as vantagens do processo de alfabetização. O projecto de Alfabetização “Sim eu Posso” é um método pedagógico cubano, que contribui para a elevação da cultura geral e condições de vida das pessoas.

Tempo

Multimédia