Províncias

AMANGOLA com projectos ambiciosos na região

Edson Fontes | Caxito

A delegação provincial da comissão directiva da AMANGOLA - União das Associações Locais de Angola no Bengo tem nova direcção, empossada na sexta-feira em Caxito.

Direcção da delegação provincial do Bengo da comissão directiva da União das Associações Locais de Angola tomou posse na sexta-feira
Fotografia: Maria João | Edições Novembro

Mandjel Alberto Zua é o novo delegado provincial e vai ser coadjuvado por Júlia Morais Baki. A comissão de organização, administração e finanças vai ser dirigida por António Monteiro Pedro, ao passo que Basília Isabel Júnior vai responsabilizar-se pela comissão de cooperação associativa e vigilância comunitária.
Foram também empossados Francisco Firmino, no cargo de responsável pela comissão de estudos e projectos locais, Pedro Sebastião Gonga, na comissão de acção social e apoio às comunidades, e Mário da Conceição Francisco, na comissão de informação, mobilização e propaganda.
Segundo o presidente da união, Job Capapinha, após a tomada de posse dos membros da comissão permanente da delegação provincial do Bengo, a primeira missão consiste em auxiliar o poder público e a administração local do Estado a desempenhar as suas funções  junto das comunidades.
A AMANGOLA, segundo Job Capapinha, é parceira privilegiados do Estado no  desenvolvimento das comunidades, agindo sob o lema “juntos fazemos a nação, uma vez que a vida faz-se nos municípios”. O presidente da união disse que foi aprovado um plano especial para este ano, ligado à necessidade de mobilizar a sociedade civil para o registo eleitoral, bem como o crescimento saudável das crianças.
A organização estabeleceu também um projecto denominado “Ama a bola”, para desenvolver o futebol infantil de bairro, que enquadra crianças dos sete aos 11 anos. Job Capapinha anunciou a realização de um torneio especial, que envolve todas as províncias, com selecções de futebol infantil, denominado “Ama a bola”. O presidente da união deu a conhecer que a província de Luanda vai albergar o acto central da abertura oficial do torneio no Estádio 11 de Novembro, com 54 equipas, totalizando 1.350 crianças, que vão desfilar em representação das 18 províncias. Job Capapinha disse que a terceira reunião metodológica nacional da AMANGOLA vai realizar-se no município de Icolo e Bengo, província de Luanda, no próximo dia 17, onde serão analisados documentos, acções e projectos que vão dinamizar a organização.
Segundo a vice-governadora para o sector Político e Social, Maria Augusta Peixoto, o associativismo e o cooperativismo têm contribuído na implementação de parcerias públicas e privadas, visando o desenvolvimento do país.
O Executivo está a trabalhar na diversificação da economia e o sector privado é chamado a prestar a sua contribuição nos domínios da indústria, agricultura, pecuária, floresta, turismo, comércio e outros, frisou a vice-governadora da província do Bengo.
Maria Augusta Peixoto disse ainda que, com a tomada de posse da comissão permanente da delegação provincial da AMANGOLA no Bengo, “o governo da província conta com mais um parceiro da sociedade civil para a melhoria das condições de vida da população”.

Tempo

Multimédia