Províncias

Aumento de escolas estimula a educação

Edson Fontes | Caxito

O aumento de salas e de professores com melhores qualificações académicas, está a impulsionar o processo de ensino e aprendizagem no sector de Educação no Bengo.

 

O aumento de salas e de professores com melhores qualificações académicas, está a impulsionar o processo de ensino e aprendizagem no sector de Educação no Bengo.
A constatação foi feita pela vice-governadora para o sector Político e Social, Elvira Van-Dúnem, durante um encontro que teve por objectivo apresentar o diagnóstico efectuado sobre a situação da educação na província.
“Estamos agora a registar bons momentos, uma vez que no ano passado, tínhamos cerca de sete mil crianças fora do sistema normal de ensino e, em 2007, estávamos com 13 mil sem escola” considerou. No entanto, e apesar do esforço do governo provincial, reconheceu que a actual rede escolar ainda está aquém das necessidades actuais. A título de exemplo, referiu que no município de Nambuangongo há crianças a estudarem em capelas e salas de pau-a-pique.
A vice-governadora garantiu que estão a ser feitos esforços no sentido de se alterar a situação, com a construção de mais infra-estruturas escolares para a municipalidade.  
Entre as preocupações do governo provincial, realçou a necessidade de formação pedagógica do corpo docente admitido sem agregação pedagógica e de seminários.
Outra apreensão reside na falta de material didáctico, carteiras, programas escolares, material de laboratório, além de cursos de gestão e liderança para os directores das instituições de ensino. Participaram no encontro directores dos institutos médios, II ciclo, chefes de departamento da direcção provincial e administradores municipais.

Tempo

Multimédia