Províncias

Aumentou a participação das parteiras tradicionais

Alfredo Ferreira| Caxito

Pelo menos 38 partos a nível da localidade do Ludy I, no município do Dande, foram efectuados com a ajuda de parteiras tradicionais, entre Janeiro e Setembro deste ano.

Dezenas de crianças nasceram este ano
Fotografia: Jornal de Angola


Pelo menos 38 partos a nível da localidade do Ludy I, no município do Dande, foram efectuados com a ajuda de parteiras tradicionais, entre Janeiro e Setembro deste ano.
A coordenadora das parteiras, Juliana Feliciana, disse, ao Jornal de Angola, que os partos são feitos na residência das parturientes, ainda com ajuda de instrumentos antigos, embora esterilizados.
A localidade, com uma população estimada em 3.029 habitantes, que se dedicam à agricultura de subsistência, conta com 36 parteiras tradicionais.
A coordenadora sublinhou que elas têm enfrentado várias dificuldades no desempenho da actividade, principalmente questões relacionadas com a falta de apoio na aquisição de materiais para o exercício das funções. Estes materiais antigos têm dificultado o trabalho, uma vez que ao realizarem os partos se exige maiores cuidados para evitar dissabores. Quanto às necessidades, informou que as parteiras tradicionais necessitam de material gastável, banheiras ou bacias, algodão e outros produtos utilizados no exercício da actividade.
A coordenadora assegurou que quando as parteiras tradicionais se debatem com dificuldades, durante o parto, encaminham sempre a parturiente para as unidades hospitalares mais próximas da localidade.

Tempo

Multimédia