Províncias

Bengo regista 489 casos de tuberculose

Um total de 489 casos de tuberculose foram registados pelas autoridades sanitárias da província do Bengo no primeiro semestre de 2018, totalizando um aumento de 43 casos comparativamente ao período homólogo de 2017, revelou em Caxito a supervisora provincial do Programa de Combate à tuberculose.

Fotografia: DR

Em declarações à Angop, Lucrécia Guivinja justificou o aumento com a ruptura no stock de medicamento. Segundo a responsável, dos casos registados no primeiro semestre de 2018 houve uma morte no município do Dande, que é a região mais endémica com 414 casos, seguido do Pango Aluquém com 35, Dembos, 30, Nambuangongo, seis, e Ambriz com quatro casos.

O Programa de Combate a Tuberculose controla 276 pacientes em tratamento intensivo e 213 na fase de continuidade.
Lucrécia Guivinja afirmou que o sector da saúde, tem realizado palestras de sensibilização, no sentido de esclarecer as formas de prevenção da enfermidade.

As unidades sanitárias da província possuem medicamentos suficientes para atender os casos de tuberculose, faltando reagentes nos municípios para a realização de baciloscopia, o principal exame para o diagnóstico da doença.

Tempo

Multimédia