Províncias

Bengo forma enfermeiros

Alfredo Ferreira | Caxito

Mais 62 técnicos médios de enfermagem geral e análises clínicas receberam na semana finda, em Caxito, província do Bengo, os seus diplomas de fim de curso.

Província do Bengo conta com mais técnicos de enfermagem e de análises clínicas para reforçar a assistência médica à população
Fotografia: Dombele Bernardo

A cerimónia de entrega dos diplomas foi orientada pelo director da Escola Técnica de Saúde, Mário Muginga, que revelou que, dos finalistas, 40 são do curso de enfermagem e 22 de análises clínicas.
Segundo Mário Muginga, os novos técnicos de análises clínicas e enfermagem vão colmatar o défice de quadros nas mais variadas unidades hospitalares da circunscrição.
Afirmou que os recém-formados estão aptos para darem o seu contributo nas áreas afins e desenvolverem actividades em qualquer zona do Bengo e do país.
“Continuaremos a capacitar os nossos professores, para que possam transmitir os seus conhecimentos técnico-científicos com qualidade e eficácia”, enfatizou.
Ao encerrar o acto, o director provincial da Educação, Ciências e Tecnologias, António Quino, disse que os novos técnicos de análises clínicas e enfermagem geral representam um ganho incomensurável, que virá contribuir para o melhoramento do atendimento nos hospitais.
Exortou à direcção provincial da Saúde no sentido de criar condições para inserir paulatinamente os jovens recém-formados no sistema laboral, uma vez que há défice de quadros nestas áreas, fundamentalmente nas localidades mais recônditas.
António Quino encorajou os recém-formados a serem persistentes e corajosos nas funções que vierem a exercer. Apelou os finalistas a pautarem pela deontologia, ética e profissionalismo durante as suas actividades nos hospitais e centros de saúde onde estiverem colocados.
Cidália Mbole, finalista do curso de enfermagem, satisfeita com a recepção do seu diploma, disse que pretende dar o seu contributo em qualquer município onde for colocada.
Constantino Paulo, finalista do curso de análises clínicas, igualmente satisfeito, disse que o curso reforçou os seus conhecimentos práticos e teóricos, o que vai permitir melhorar a sua prestação no posto médico onde labuta.
Participaram na cerimónia de entrega de diplomas membros do Governo do Bengo, directores de institutos médios, autoridades tradicionais e encarregados de educação.

Tempo

Multimédia