Províncias

Bengo forma professores

Carlos Alberto | Bengo

José Muginga, director da Escola de Formação de Professores “Kimamuenho”, em Caxito, afirmou no fim-de-semana que o estabelecimento escolar já formou, desde 1995, mais de cinco mil pessoas.

José Muginga fala sobre os projectos da escola
Fotografia: Edmundo Eucílio|Bengo

José Muginga, director da Escola de Formação de Professores “Kimamuenho”, em Caxito, afirmou no fim-de-semana que o estabelecimento escolar já formou, desde 1995, mais de cinco mil pessoas.
No passado ano lectivo, ainda de acordo com José Muginga, a Escola de Formação de Professores obteve um aproveitamento escolar cifrado em 89 por cento.
Esclareceu que, neste ano lectivo, estão matriculados 2.015 alunos da décima à 13ª classes, nas especialidades de Geografia e História, Matemática e Física, Bioquímica, Magistério Primário e nas línguas inglesa, francesa e portuguesa. Para o académico, os candidatos optam preferencialmente pela frequência dos cursos ligados ao Magistério Primário, Geografia e História e Língua Portuguesa.
“Existem alunos que são provenientes de Cacuaco, Sambizanga e Cazenga, municípios de Luanda”, disse José Muginga, acrescentando que, para este ano lectivo, a escola, de nível médio, tinha disponíveis 350 vagas, para as quais concorreram 440 candidatos.
José Muginga reconhece que o afluxo à escola reduziu, em função da existência de escolas do segundo ciclo em todos os municípios da província.
Informou que dentro de dias a escola vai realizar seminários sobre ética e deontologia profissional, avaliação de aprendizagens e do desempenho dos funcionários.
Destacou como principais dificuldades a falta de campo multiuso para a prática de actividades desportivas, de um autocarro para apoiar os alunos estagiários durante as aulas práticas e de um laboratório.

Tempo

Multimédia