Províncias

Bengo prevê criar milhares de novos postos de trabalho

Pedro Bica | Caxito

A direcção provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS) do Bengo prevê empregar, no presente ano económico, um total de 12 mil novos trabalhadores.

A direcção provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS) do Bengo prevê empregar, no presente ano económico, um total de 12 mil novos trabalhadores. De acordo com o director provincial do MAPESS, Adão Manuel Rodrigues, que forneceu ontem a informação, grande parte dos novos funcionários serão, sobretudo, jovens que concluíram os cursos nos centros de formação profissional.
O responsável revelou que, no âmbito do desenvolvimento económico, que se espera da província, existem acordos de parceria com algumas empresas locais para inserção desta força de trabalho.
Das acções para o presente ano, dizia Adão Manuel Rodrigues, está igualmente prevista a implementação do empreendedorismo local, bem como a criação de uma incubadora de empresas, com o objectivo de formar jovens talentos nos vários domínios da vida económica.
O director provincial adiantou que a incubadora de empresas vai ser construída na cidade de Caxito e terá a missão primária de caçar novos talentos, que vão contribuir no desenvolvimento da região. Importa realçar que durante o ano económico de 2010, um total de 152 postos de trabalho foram criados, destes 112 para homens e 40 para mulheres.
 De referir que 18 dos referidos postos são do sector primário, que compreendem a agricultura, produção animal, silvicultura, geologia e minas e pescas. Outros 74 são do sector secundário, onde encontramos a indústria transformadora e obras públicas. Adão Rodrigues salientou ainda que 60 postos estão no sector terciário, que compreende o comércio, transportes e comunicações, hotelaria e turismo, entre outros serviços.

Tempo

Multimédia