Províncias

Casos de bilharziose aumentam no Dande

Edson Fontes | Caxito

Pelo menos 2.262 pessoas adoeceram com bilharziose no Bengo, durante o primeiro semestre do ano, o que significa que a doença está a aumentar.

Uso de água não tratada contribuí em grande medida para aumentar os casos da doença
Fotografia: Jornal de Angola |

Afirmou na sexta-feira o coordenador da campanha de contenção da doença no município do Dande. Zenzo Mbuta adiantou que a direcção provincial da Saúde constatou que a maioria dos casos foi diagnosticada em pessoas adultas e que os números apontados não correspondem ao total de infectados.
A constatação do aumento da incidência da doença, explicou, prende-se com o facto de a instituição comparar os dados com os do primeiro semestre do ano anterior, em que foram diagnosticados mais de 500 doentes.
Para suster o aumento de casos, decorre desde a semana passada uma campanha em todo o município do Dande, na qual participam dez técnicos e oito agentes comunitários de cada bairro, com o objectivo de esclarecer a população sobre os perigos da bilharziose. Durante a campanha, os técnicos estão a proceder à recolha de urina dos munícipes, o que resultou, até ao momento, em 409 colheitas, 213 das quais são positivas. Os técnicos, embora em número reduzido, vão continuar a envidar esforços para ir ao encontro das comunidades, trabalhando principalmente com escolas, uma vez que o grupo alvo é o dos adolescentes.
O coordenador da campanha, que realçou o facto de os adultos irem, em geral, às consultas, referiu que muitas crianças ainda não conhecem a doença, razão pela qual as autoridades estão a apostar fortemente na educação deste grupo, para evitar mais casos nos próximos anos. Durante a campanha, os técnicos explicam às crianças e mulheres que devem evitar os banhos nas valas de irrigação, devido às consequências que daí advêm, como a esterilidade, doença do fígado, hemorragias graves com vómito de sangue, cancro da bexiga e, até, morte.
Zenzo Mbuta disse que, devido à falta de água canalizada no Dande, os munícipes recorrem diariamente à vala de irrigação de Caxito, sobretudo para lavar roupa, tomar banho e realizar outras actividades.
Existem dois tipos de bilharziose, sendo que uma ataca o aparelho urinário (bilharziose urinária) e a outra actua nos intestinos (bilharziose intestinal).

Tempo

Multimédia