Províncias

Caxito forma centenas de professores

Alfredo Ferreira| Caxito

A província do Bengo conta com mais 317 professores, formados no ano lectivo findo, na Escola de Formação de Professores Kimamuenho, na cidade de Caxito.

As escolas da região vão receber reforços
Fotografia: Edmundo Eucílio | Bengo

Segundo o director pedagógico da escola, Adriano Simão, foram formados professores nas especialidades de Geografia/História, Instrução Primária, Matemática/Física, Biologia/Química, Inglês, Francês e Português.
Adriano Simão disse que a instituição tem falta de laboratórios de Química e Física, sala de informática, campo polivalente para a prática desportiva e biblioteca, para incentivar a investigação científica e gosto pela leitura.O director provincial da Educação, António Quino, exortou os recém-formados a continuarem a estudar, para elevarem o nível académico e profissional.
António Quino assegurou que o Governo “vai continuar a apostar na formação do homem, pelo que se torna necessário o empenho dos educadores, para que objectivo preconizado seja alcançado a cada ano que passa”.
Assegurou que nos próximos concursos públicos, para a admissão de professores, a prioridade é para os estudantes que terminam a formação na área da Educação. Reconheceu o empenho dos professores, alunos, encarregados de educação para que este ano lectivo terminasse com êxito.
A Escola de Formação de Professores Kimamuenho é uma instituição escolar de nível médio, criada em Outubro de 2010, em substituição do Instituto Médio Politécnico da província do Bengo.

Tempo

Multimédia