Províncias

Centenas de jovens na província do Bengo são preparados para o mercado de emprego

Mais de 600 jovens do Bengo terminaram, com êxito, em 2010, vários cursos de formação profissional promovidos pela direcção provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, afirmou, ontem, à Angop, o seu director interino.
 Os jovens, 695 entre 1.153 que iniciaram os cursos, disse, formaram-se em serralharia, carpintaria, alvenaria, corte e costura, electricidade e canalização

Entre os cursos ministrados nos pavilhões de artes e ofícios o de corte e costura tem sido dos mais solicitados por mulheres
Fotografia: Eduardo Pedro

Mais de 600 jovens do Bengo terminaram, com êxito, em 2010, vários cursos de formação profissional promovidos pela direcção provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, afirmou, ontem, à Angop, o seu director interino.
 Os jovens, 695 entre 1.153 que iniciaram os cursos, disse, formaram-se em serralharia, carpintaria, alvenaria, corte e costura, electricidade e canalização
Miguel Silva declarou estar satisfeito com a participação de mulheres nos cursos, sobretudo nos de serralharia, alvenaria e electricidade e que o debate sobre género, que tem sido feito no país, começa a ter resultados positivos.

Novos centros de formação

O director interino disse que o governo provincial financiou, em 2011, a construção, nos Dembos, de um centro integrado de formação profissional, com capacidade para 150 formandos, cujas obras devem estar concluídas este ano.
A província dispõe de dez centros de formação profissional, oito dos quais públicos.
No ano passado, revelou, foram criados 214 postos de trabalho na província, 38 deles apenas destinados a mulheres. Do total de postos de trabalho criados, 68 são do sector de agricultura e produção animal, 79 da indústria transformadora e obras públicas e 67 do comércio, transporte e hotelaria e turismo, segundo o director provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, Miguel Silva .

Tempo

Multimédia