Províncias

Centro de saúde em mau estado

O centro de saúde da comuna de Bom Jesus, no município de Icolo e Bengo, corre o risco de ruir se não for reabilitado urgentemente, afirmou ontem o administrador da unidade. Damião Neto disse que actualmente os pacientes têm sido tratados apenas da parte da manhã, porque o edifício não oferece condições de segurança.

O centro de saúde da comuna de Bom Jesus, no município de Icolo e Bengo, corre o risco de ruir se não for reabilitado urgentemente, afirmou ontem o administrador da unidade, Damião Neto.
O responsável disse que actualmente os pacientes que se socorrem do hospital têm sido tratados apenas da parte da manhã, porque o edifício não oferece condições de segurança.
A título de exemplo, referiu que muitos dos serviços de saúde prestados pelo centro foram encerrados ou transferidos para locais mais seguros, devido ao perigo eminente do desabamento do tecto.
Segundo Damião Neto, o sofrimento dos profissionais do centro de saúde da comuna de Bom Jesus aumenta sobretudo quando chove, porque aumenta o perigo.
A situação é particularmente insólita porque o centro de saúde foi alvo, recentemente, de uma reabilitação parcial, que não abrangeu o tecto, financiada pela fábrica de refrigerantes Coca-Cola. Após a sua reinauguração, o centro passou a ter capacidade para internar 12 pacientes, uma sala de partos e laboratório de análises clínicas.
Em tempos idos, o centro de saúde serviu as autoridades coloniais e os antigos funcionários do perímetro irrigado da antiga Açucareira Heróis do Caxito, que residiam na circunscrição.
 Caso seja reabilitado na sua totalidade, a unidade passará a ter capacidade para cem camas, bloco operatório, sala de partos, laboratório de análises clínicas, pediatria e dormitório para os enfermeiros em serviço. 
As principais doenças que assolam a zona são a sarna, chistosomíases, paludismo com grande incidência e as diarreias agudas, devido ao consumo de água bruta tirada do rio Kwanza. 
A população da comuna está estimada em 10.097 habitantes, subdividida em 14 aldeias. Em Bom Jesus existem dois postos de saúde e um centro em estado avançado de degradação que prestam assistência às populações.
A construção e reabilitação de unidades de saúde em todo o país constitui uma das grandes apostas do Executivo. O objectivo é melhorar as condições de vida das populações, principalmente aquelas que vivem em regiões recônditas que, frequentemente, são obrigas a longas caminhadas à procura de serviços médicos.

Tempo

Multimédia