Províncias

Ciências e tecnologias garantem futuro

Edson Fontes | Caxito

O director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Bengo, António Quino, aconselhou ontem, em Caxito, os alunos a valorizarem as ciências exactas e a interessarem-se mais por elas, para contribuírem no desenvolvimento do país.

Projecto vai fazer com que os alunos percebam que este campo de acção é promissor
Fotografia: Edmundo Eucílio|Caxito

António Quino falava no âmbito do lançamento do projecto “Uma viagem ao mundo da ciência, tecnologia e inovação”, uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia, destinada a incentivar os estudantes a optarem por profissões relacionadas com as áreas da Matemática, Física, Química e Biologia.
O director provincial esclareceu que o projecto visa sensibilizar, principalmente, os alunos do primeiro ciclo, que estão a terminar o seu processo de formação para o segundo ciclo, no sentido de eles escolham profissões e cursos ligados às ciências exactas.
Este projecto, acrescentou, vai fazer com que os alunos percebam que este campo de acção é promissor para aqueles que querem ajudar a melhorar o país na área da economia, finanças e cultura, que só se desenvolvem de forma sustentada com recursos humanos. António Quino salientou que, de acordo com o Programa Nacional de Formação de Quadros, há carências em termos técnicos, razão pela qual é necessário potenciar os alunos de hoje para que amanhã sejam os quadros que vão ajudar a eliminar estes problemas. Este programa está a possibilitar a introdução de várias cadeiras curriculares, que na própria aula, possam levar os alunos a perceber que há um campo aberto para as ciências exactas. António Quino felicitou as direcções das escolas que foram abrangidas pelo projecto no Bengo e elogiou o trabalho de mobilização e sensibilização dos alunos, que incluiu a apresentação da peça de teatro “Quando eu crescer eu vou ser”.
O coordenador do projecto, Francisco Coutinho, disse que sai do Bengo com o sentimento de dever cumprido e realçou que o programa abrangeu 2.120 alunos de seis escolas.

Tempo

Multimédia