Províncias

Crédito Jovem volta ao Bengo

Alfredo Ferreira e Edson Fontes| Caxito

Os jovens da província do Bengo beneficiam, pela segunda vez, do Programa “Crédito Jovem”, num montante que suplanta os 100 mil dólares, revelou na semana finda, na cidade de Caxito, o chefe de departamento da direcção provincial da Juventude para a área jovem.
João Francisco Macumona disse que o projecto foi relançado no dia 2 de Dezembro de 2011 em Benguela e de uma forma simbólica algumas cooperativas daquela província já foram beneficiadas, sendo que outras aguardam a comunicação das dependências do Banco de Poupança e Crédito (BPC), sobre a obtenção dos valores do referido crédito.

Os jovens da província do Bengo beneficiam, pela segunda vez, do Programa “Crédito Jovem”, num montante que suplanta os 100 mil dólares, revelou na semana finda, na cidade de Caxito, o chefe de departamento da direcção provincial da Juventude para a área jovem.
João Francisco Macumona disse que o projecto foi relançado no dia 2 de Dezembro de 2011 em Benguela e de uma forma simbólica algumas cooperativas daquela província já foram beneficiadas, sendo que outras aguardam a comunicação das dependências do Banco de Poupança e Crédito (BPC), sobre a obtenção dos valores do referido crédito.
Para o presente crédito, disse o responsável, existe uma proposta de se avançar para outras áreas, uma vez que o município do Dande foi o mais beneficiado, tirando duas cooperativas de Quibaxi. Assim, os municípios de Pango Aluquém, Bula Atumba, Nambuangongo e Ambriz estão eleitos para este crédito.
João Francisco Macumona disse também que o departamento comunicou às administrações e conselhos municipais da juventude, de forma a identificarem as cooperativas. De momento, fez-se já um levantamento e concluiu-se que existem acima de 30 cooperativas, com um número considerado de jovens.

Projectos aumentam

O responsável disse que o departamento prevê não ceder valores elevados aos jovens, uma vez que o reembolso acaba por ser mais difícil.
Mas a instituição aposta em projectos mais modestos, com possibilidades de crescer.
A título de exemplo, os jovens das províncias do Kwanza-Norte e Benguela, que receberam créditos, fizeram o reembolso dos valores aos cofres do BPC, nos prazos previstos, o que serviu também para dar possibilidade a outros jovens de beneficiarem destes valores.
João Macumona disse que os valores dados às cooperativas variam entre os 10.000 e 18.000 dólares americanos para actividades agrícolas, informática, fábrica de blocos, moagens e outros. O departamento, acrescentou, está a trabalhar no sentido de melhorar a sensibilização dos jovens, para que as co-operativas possam funcionar em pleno, para se evitarem atrasos na devolução de valores.

Tempo

Multimédia