Províncias

Dande celebra 89 anos com obras públicas paralisadas

Edson Fontes |Caxito

O Município do Dande, Província do Bengo, celebra 89 anos no próximo dia 27, desde que ascendeu à categoria de município , com a sede definitiva em Caxito, criado pelo Decreto-Lei 250 da mesma data.

Trabalhos de reabilitação de estradas na localidade de Caxito, município do Dande, estão paralisados por falta de verbas
Fotografia: Edmundo Eucílio

Para  saudar a efeméride,  a administração local programou uma série de actividades que vão ser realizadas sob o lema “Dande, Juntos Numa Governação Participativa e Informativa Rumo ao Desenvolvimento”.
O município do Dande, que tem 217 mil habitantes, tem cinco comunas:Barra do Dande, Kicabo, Úcua, Mabubas e Caxito.
Caxito é a comuna-sede do município e ascendeu a esta categoria em 1930,  pois antes era a sede do concelho do Dande do distrito de Luanda. Entre as actividades programadas, destacam-se as campanhas de limpeza, um culto ecuménico, um espectáculo músico-cultural, um festival de ginástica,  uma feira com materiais de arte e produtos da gastronomia local, um quadrangular de futebol de onze com as velhas-guardas, entre outras manifestações.
A Administração Municipal prevê,  para este ano, a restauração da estátua do Jacaré Bangão e o seu jardim, objectos emblemáticos da cidade de Caxito. Para o efeito, uma equipa técnica está a fazer a inventariação para o arranque dos trabalhos.
A administradora municipal , Anastácia de Vasconcelos, disse que a reabilitação do Museu da Tentativa consta das prioridades do seu elenco, assim como  a requalificação do mercado rural da Qiunjanda, onde são comercializados, essencialmente, produtos agrícolas. Uma placa informativa vai ser colocada, ainda este ano, àentrada de Caxito, na estrada que liga esta vila a Luanda.  “Será  um cartão de visita, num dos pontos mais atractivos da província do Bengo”, disse a administradora, que revelou que muitos projectos de âmbito social estão paralisados por falta de verbas, concretamente a construção de  escolas, hospitais, a iluminado pública , sistemas de captação e distribuição de água e reabilitação de estradas.
O município tem 5.240 crianças fora do sistema de ensino, número que pode diminuir com a entrada em funcionamento de mais duas escolas , com 14 salas de aula cada, no ano lectivo que se avizinha.

Tempo

Multimédia