Províncias

Dande entrega estátua à gestão privada

A Administração Municipal do Dande, na província do Bengo, vai entregar, ainda este ano, a gestão do espaço da estátua do “Jacaré Bangão”, na localidade do Porto Kipiri, a uma entidade privada, revelou o administrador municipal.

Um ângulo da cidade de Caxito capital da província do Bengo onde está localizada a antiga Açucareira
Fotografia: Edmundo Eucílio | Bengo|Edições Novembro

João Castelo Branco anunciou o facto no acto de lançamento das festividades do 87º aniversário do município do Dande, justificando a medida como a mais acertada, devido às dificuldades financeiras com que se debate aquela Administração Municipal.
João Castelo Branco considerou fundamental entregar a gestão do espaço a um privado para a salvaguarda do monumento e a sua rentabilização, por se tratar de uma imagem de marca histórica incontornável da província do Bengo. Apelou aos munícipes do Dande e os visitantes a preservarem o espaço.
Segundo a lenda popular, a estátua do “Jacaré Bangão”, símbolo mítico da cultura da província do Bengo, retrata o animal que decidiu pagar imposto ao chefe de posto colonial, responsável por assegurar esta obrigação fiscal.
Reza ainda a história que a população reivindicava o pagamento de imposto, por detestar a forma injusta como era cobrado pelo colonialista.
As comunidades do concelho do Dande  não tinham hipóteses nem alternativas, e assim o réptil (jacaré) foi pagar imposto, numa atitude intimidatória à administração colonial, na vila de Caxito, actual capital da mesma província.
Em obediência e respeito à tradição local, ligada ao mito do Jacaré Bangão, o Governo do Bengo ergueu um monumento histórico, no triângulo situado na antiga ponte entre Porto Quipiri e a antiga Açucareira, para simbolizar a preservação da cultura local e a luta de resistência contra o regime colonial.
O mito tornou o Jacaré Bangão numa figura de menção indispensável, cartão de visita e símbolo dos usos e costumes das populações do Bengo, no contexto nacional e internacional.
O município do Dande conta com uma população estimada em 161.044 habitantes e foi elevado à categoria de vila pelo boletim oficial nº 250, de 27 de Janeiro de 1930, do distrito de Luanda.

Tempo

Multimédia