Províncias

Deficientes físicos recebem mais apoios

Alfredo Ferreira | Bengo

A Direcção Nacional da Acção Social, Família e Igualdade de Género vai adoptar nos próximos meses medidas para melhorar as condições sociais dos deficientes físicos na província do Bengo, anunciou ontem a directora desta instituição, Teresa Quivienguele. 

 

Fotografia: Edmundo Eucilio ( Bengo)

Durante um encontro que manteve com deficientes  físicos na cidade de Caxito,  a responsável disse que se deslocou à província do Bengo para conhecer a realidade  das pessoas com deficiência, antes da prestação de apoio.  Ao invés de estarmos a desenhar projectos a nível central, vamos fazer um trabalho a partir daquilo que é a perspectiva e a visão das próprias pessoas com deficiência,  para que tenham boa inclusão sócio-produtiva”,  disse Teresa Quivienguele.

A Direcção Nacional vai continuar a apoiar cooperativas tuteladas por pessoas com deficiência física, designadamente, através da criação de ateliers de costura,  “por ser uma área em que as pessoas com deficiência têm muita habilidade”.

“Queremos fazer uma intervenção multi-sectorial com o MAPTSS (Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social) no domínio da formação. Do mesmo modo , faremos o mesmo no sector da Educação , para que os deficientes possam dar sequência aos estudos ”, frisou a directora, que  prometeu ainda “ajudar cidadãos  discriminados, por terem deficiência, nos concursos públicos  que os sectores da Educação e da Saúde vão realizar brevemente na província para a admissão de novos funcionários”.

A província do Bengo tem registados 2.665 portadores de deficiência física, que participam  em vários projectos agrícolas e sociais.

 

 

Tempo

Multimédia