Províncias

Dique do Dande em risco de ruir

Edson Fontes | Caxito

Alguns bairros do município do Dande, na província do Bengo, correm o risco de grandes inundações, caso as chuvas derrubem o dique de protecção do rio Dande, revelou ontem o administrador local adjunto.

Administrador adjunto do Dande afirma que já há pessoas a abandonar as casas
Fotografia: Edmundo Eucílio| Bengo

Carvalho Neto explicou que o dique de protecção do rio Dande pode ruir se as chuvas continuarem a cair com a mesma intensidade dos últimos dias, o que levaria as águas para diversos bairros próximos daquela zona. Entre os bairros com maior níveis de preocupação, o administrados adjunto do Dande apontou  Caboxa, Quijoão Mendes, Quingombe, Bula e Nifuma, dada a sua proximidade com o dique de protecção.
Carvalho Neto, que responde pela área técnica da Administração Municipal do Dande, disse que nas  áreas de risco devem ser feitas intervenções de extrema urgência, tendo em conta os perigos que o desabamento do dique de protecção do rio Dande representa.
Carvalho Neto esclareceu que o transbordo tem perigado áreas habitadas, sendo que os danos podem ser grandes de acordo com o volume de águas que saíram do leito normal e pela densidade populacional. “Temos uma equipa dos Bombeiros e da Protecção Civil no terreno e estamos a aconselhar a população para evitar frequentar o rio.”  O administrador adjunto salientou que as cheias é  uma situação natural de transbordo do leito natural dos rios, provocadas por chuvas intensas e contínuas, principalmente quando os sistemas de drenagem passam a ter menor eficiência. O Jornal de Angola visitou alguns bairros afectados pela situação e constatou que no Caboxa os moradores já começaram a abandonar as casas, devido à ameaça de inundação.

Tempo

Multimédia