Províncias

EDEL melhora rede eléctrica

Noé Jamba | Bengo

Metade da população da cidade de Caxito já beneficia, desde o mês passado, da nova rede de energia eléctrica instalada pela EDEL (Empresa de Distribuição de Electricidade de Luanda).

Metade da população da cidade de Caxito já beneficia, desde o mês passado, da nova rede de energia eléctrica instalada pela EDEL (Empresa de Distribuição de Electricidade de Luanda).
O chefe do departamento técnico da EDEL/Bengo, Pedro Bila Pinto, disse que o trabalho de remodelação da rede eléctrica em curso vai continuar, com vista à melhoria dos serviços prestados aos consumidores do município do Dande.
Os trabalhos, que estão a ser levados a cabo na rede de Caxito, tiveram início em Fevereiro de 2010. “A nossa meta é dar continuidade à realização e execução de todo o trabalho, que consiste na prestação de serviço, sem limites”, disse Bila Pinto.
O responsável adiantou ainda que foi estabelecida a cronologia de trabalhos, com o objectivo de se definirem as etapas relacionadas com as áreas consideradas críticas no fornecimento de energia eléctrica a nível do Dande.
Para o arranque dos trabalhos, os técnicos da EDEL procederam à colocação de um PT (Posto de transformação) com capacidade de 250kv junto da direcção provincial do MAPESS, recuperaram a rede eléctrica e procederam à delimitação das redes, pois o transformador antigo não suportava a procura.
Um memorando de entendimento tinha siso assinado, em 2009, para que a gestão da rede de distribuição de energia eléctrica da região fosse transferida do sistema público de distribuição de energia eléctrica (nas comunas de Caxito e Mabubas, município do Dande, e em Catete, Bom Jesus, Cassoneca e Cabiri, município do Icolo e Bengo) para a EDEL-EP, operadora exclusiva.
O governo provincial, no âmbito do referido memorando, tem a obrigação de proceder, entre outras, à entrega à EDEL de todas as infra-estruturas existentes, ceder terrenos para implantação de infra-estruturas de serviços técnicos e comerciais, prestação de apoio administrativo, durante o período de instalação desta empresa no Bengo, bem como transferir o pessoal afecto ao sector eléctrico das localidades para o quadro técnico da EDEL, em função da estrutura orgânica.
Por sua vez, a EDEL vai assegurar o fornecimento contínuo e regular de energia eléctrica aos locais de consumo doméstico, industrial e de comércio e serviços com vínculo contratual estabelecido, ressalvando-se os casos de força maior.
A distribuidora passa a assumir os encargos decorrentes da aquisição da energia eléctrica.

Tempo

Multimédia