Províncias

Escola do Dande tem novo visual

Alfredo Ferreira | Caxito

As empresas petrolíferas Angoflex, Total e BP, associadas da Sonangol EP, entregaram quarta-feira às autoridades do município do Dande uma escola do primeiro ciclo, reabilitada e ampliada, no musseque Cabele.

As empresas petrolíferas Angoflex, Total e BP, associadas da Sonangol EP, entregaram quarta-feira às autoridades do município do Dande uma escola do primeiro ciclo, reabilitada e ampliada, no musseque Cabele.
Com cinco salas, uma área administrativa, três residências para professores, biblioteca e zona de lazer, o empreendimento tem capacidade para acolher 460 alunos. As obras tiveram a duração de três meses e orçou em 600 mil dólares. 
O director geral da Angoflex, Gregório Athayde, disse na oportunidade que essa acção se enquadra no âmbito da responsabilidade social da sua instituição e parceiros e anunciou a existência de outros projectos como a reposição do sistema de abastecimento de água potável, inoperante há um ano e a oferta de merenda escolar.
O director da Educação no Bengo, Pedro Neto, referiu que esse apoio das associadas da Sonangol vai permitir a inserção, no próximo ano, de mais crianças no sistema de ensino e anunciou a criação, no musseque Cabele, de uma escola do primeiro ciclo para atender cerca de 600 alunos, nos três turnos, manhã, tarde e noite.
Incentivou as empresas a prosseguirem a concretização dos seus programas sociais junto das populações, onde se desenvolvem as suas actividades.

Tempo

Multimédia