Províncias

Estudantes dão sangue ao Hospital do Caxito

Alfredo Ferreira|Caxito

Estudantes do Instituto Médio de Saúde do Bengo realizaram ontem, no Caxito, uma campanha de doação de sangue ao hospital provincial, visando reforçar os stocks.

Estudantes do Instituto Médio de Saúde do Bengo realizaram ontem, no Caxito, uma campanha de doação de sangue ao hospital provincial, visando reforçar os stocks.
A acção visou saudar o décimo aniversário da escola e contou com a participação de 50 estudantes, na sua maioria finalistas das especialidades de enfermagem e análises clínicas.
O director clínico do hospital provincial do Bengo, António Mayer, um dos primeiros a doar sangue, encorajou outras forças da sociedade a seguir o gesto, uma forma de evitar que muito mais pessoas morram por falta de sangue.
“Doar sangue é um acto de caridade e do amor ao proximo. Espero ter contribuído para ajudar alguém quese encontra a precisar deste bem”, referiu. O responsável da unidade sanitária revelou que é muito importante doar sangue, porque ajuda a salvar vidas humanas. António Mayer salientou que o facto de cada ser humano possuir no corpo, no mínimo, cinco litros de sangue, dá a possibilidade de doar um litro, o que pode ajudar doentes necessitados que acorrem diariamente aos hospitais.
A directora do Instituto Médio de Saúde do Bengo, Guilhermina Guilherme, disse que o objectivo desta  iniciativa é solidarizar-se com os pacientes da instituição hospitalar.
Com o lema “Salvar vidas humanas para o desenvolvimento da saúde”, os estudantes do Instituto Médio de Saúde do Bengo, além da doação de sangue realizaram palestras de sensibilização sobre doenças sexualmente transmissíveis e uma campanha de limpeza nos arredores da açucareira do Caxito.

Tempo

Multimédia