Províncias

Estudantes do Caxito querem mais bibliotecas

Maiomona Artur | Caxito

Alunos do ensino médio da cidade do Caxito, na província do Bengo, apelaram  às autoridades da educação e ensino para a abertura de novas bibliotecas, com vista a facilitar a sua formação académica e profissional.

Alunos do ensino médio da cidade do Caxito, na província do Bengo, apelaram  às autoridades da educação e ensino para a abertura de novas bibliotecas, com vista a facilitar a sua formação académica e profissional.
Os estudantes, entrevistados pelo Jornal de Angola, manifestaram esta preocupação devido à insuficiência do acervo bibliográfico da única biblioteca, “General SKS”, localizada na açucareira “Heróis de Caxito”.
Kinanga Inácio, aluno do curso de instalações eléctricas do Instituto Politécnico do Bengo, considera que a escassez de livros prejudica os formandos que, muitas vezes, têm que recorrer a Luanda para conseguir a bibliografia desejada.Rebeca Gomes, do curso de contabilidade e gestão, mostrou-se satisfeita com a organização regular de feiras do livro, sob iniciativa do Ministério da Cultura e da Escola Superior pedagógica do Bengo, que facilitam a aquisição de bibliografia diversa. A estudante sugeriu a abertura de bibliotecas em todas as escolas do Caxito, de forma a incentivar o hábito pela leitura no seio dos alunos.
A “General SKS” possui cerca de dois mil livros diversos.

Tempo

Multimédia