Províncias

Falta de energia causa dificuldades

Edson Fontes | Quicabo

A falta de energia eléctrica no centro de saúde de Quicabo, município do Dande, está a prejudicar o atendimento ao público, lamentou ontem o administrador daquela unidade clínica.

Parte frontal do centro de saúde de Quicabo
Fotografia: Maria João |

Jocelino Fernando disse que a situação é ainda mais complicada porque o centro de saúde não tem um gerador, o que impede o funcionamento de serviços, como as análises laboratoriais. Quando não há energia são realizados apenas testes de diagnóstico rápido, menos confiáveis que os exames em aparelhos. Quicabo tem dois postos de saúde e o fornecimento de medicamentos é constante o que facilita a vida aos pacientes. Jocelino Fernando revelou que outro grande problema que o Centro de Saúde de Quicabo enfrenta tem a ver com a falta de pessoal. Tem apenas 17 técnicos de enfermagem e de laboratório, dos quais 12 em regime de contrato.
O centro conta ainda com dois motoristas, duas cozinheiras, uma lavadeira e quatro auxiliares de limpeza. Na unidade existem serviços de medicina, pediatria, pré-natal, sala de parto, programa de vacinação, sala de testagem de VIH/Sida e dispõe de um laboratório. A área de internamento tem capacidade para 14 camas, além de outras sete para a área de pediatria.
Diariamente, a unidade regista uma média de 30 doentes. Se houver necessidade de realização de análises, os pacientes são encaminhados para o Hospital Provincial do Bengo, em Caxito.Desde a instalação dos serviços de testagem de VIH/Sida, o centro não diagnosticou quaquer  caso positivo. Em Julho, acrescentou, foram testadas 142 pessoas, com resultados negativos.

Tempo

Multimédia