Províncias

Governador exige o fim de excessos burocráticos

Alfredo Ferreira |

O governador provincial do Bengo, João Miranda, apelou em Caxito, aos novos directores de gabinetes provinciais e aos administradores municipais para trabalharem com maior empenho e a deixarem para trás os excessos burocráticos, no sentido de que o cidadão se sinta mais próximo do gestor público.

João Miranda quer mais dedicação dos servidores públicos
Fotografia: Rogério Tuti | Edições Novembro

Durante o acto de empossamento dos novos responsáveis, o governador pediu para que os servidores públicos se dispam dos velhos hábitos, no sentido de trabalharem mais para o bem da população, nesta nova era que o país vive.
João Miranda apelou ainda aos directores de gabinetes da Educação, Saúde e a Agricultura, para acabarem com as más práticas reinantes nos sectores, com destaque para o absentismo de professores nas escolas, roubos de medicamentos e a cobrança de serviços prestados nos hospitais, assim como a fiscalizarem permanentemente as associações e cooperativas de camponeses.
O governante fez saber ainda que o povo espera o melhor de cada um dos responsáveis da província, referindo que o resultado de uma eleição democrática é um julgamento do ciclo governativo procedente.
Realçou que o Presidente da República, João Lourenço, tem vindo a receber todos os sinais de boa conduta, no âmbito da abordagem de que se deve “corrigir o que está mal e melhorar o que está bem”.
O governador João Miranda fez saber que o Presidente da República orientou para que se faça dos municípios um lar das vidas, daí a necessidade de se melhorarem as condições sociais básicas do cidadão.
Na cerimónia tomaram posse 11 dos 12 directores de gabinetes provinciais e seis administradores municipais, que mostraram-se disponíveis para trabalhar arduamente na melhoria dos serviços prestados ao público.

Tempo

Multimédia