Províncias

Governadora provincial ausculta a juventude

Maiomona Artur | Caxito

Os jovens dos seis municípios que compõem a província do Bengo pediram, ontem ,na vila piscatória do Ambriz, melhores condições sociais. As principais preocupações foram apresentadas à governadora do Bengo Mara Quiosa durante um encontro de auscultação no âmbito das jornadas Abril Jovem 2018.

Fotografia: Maria Manuel António João

Na ocasião, os jovens informaram que as suas principais dificuldades são a falta de habitação, acesso ao ensino superior, emprego, crédito bancário e a assistência médica.
Outros problemas apontados pelos jovens são a inexistência de agências bancárias em alguns  municípios da província, a inconclusão de obras sociais, como escolas, postos médicos, a falta de energia, de água potável, de infra-estruturas desportivas, de centros de formação técnico e profissional e as dificuldades na emissão do Bilhete de Identidade.
A governadora Mara Quiosa ouviu atentamente as preocupações e  informou que  “o Governo vai continuar a trabalhar para a  solução paulatina  dos problemas”, contando com a contribuição de todos os  jovens da região. “Só conhecendo e identificando os principais problemas o Governo pode encontrar soluções para os mesmos”, adiantou.
Sobre a questão do emprego, Mara Quiosa apelou aos jovens a apostarem na formação académica e profissional e envolverem-se no programa de artes e ofícios por forma a garantirem fontes de rendimentos.
Mara Quiosa disse que algumas preocupações dos jovens devem ser solucionadas a nível dos municípios, sem depender  das estruturas centrais, tendo  solicitado aos jovens que continuem a fiscalizar e a preservar as infras-estruturas sociais nas comunidades.
Mara Quiosa assegurou que até Dezembro o município do Ambriz  beneficia  de energia da rede do ciclo combinado do Soyo.

Tempo

Multimédia