Províncias

Governo recupera estradas

Ao todo, 1.200 quilómetros de estradas principais, secundárias e terciárias da província da Huíla encontram-se desde 2007 a receber obras de melhoramento e ampliação do seu tapete asfáltico, no âmbito de um programa de recuperação da malha viária da região.

Troço de uma via principal a receber obras de reparação numa das províncias do Sul do país
Fotografia: Jornal de Angola

Ao todo, 1.200 quilómetros de estradas principais, secundárias e terciárias da província da Huíla encontram-se desde 2007 a receber obras de melhoramento e ampliação do seu tapete asfáltico, no âmbito de um programa de recuperação da malha viária da região.
Em declarações à Angop, o director provincial das Obras Públicas, Rosário Ima Panzo, disse que, desde o início dos trabalhos, foram reabilitados 500 quilómetros de estradas.
Das vias recuperadas, destacam-se os troços Matala/Cutato (169 quilómetros), Cacula/Quilengue (55), Lubango/Ondjiva (Cunene), passando pela zona do Chitembo, numa distância de 122 quilómetros. A Estrada Nacional 120 liga as cidades do Lubango (Huíla) e Benguela, passando pelos municípios de Cacula e Quilengues, numa distância de 300 quilómetros.
A recuperação das vias constitui uma iniciativa do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) e consiste na terraplenagem dos troços, criação de valas de drenagem, asfaltagem, bem como na colocação de placas de sinalização ao longo do troço. Consta também do projecto a criação de cercas de madeiras ao longo do troço para evitar a invasão de animais às faixas de rodagem.
Sem avançar o montante financeiro empregue no programa, Rosário Ima Panze fez saber que a reabilitação das vias vai diminuir os transtornos e melhorar a circulação rodoviária na circunscrição.
Com uma superfície de 78.879 quilómetros quadrados, a província da Huíla conta com uma população de 2,6 milhões de habitantes, divididos pelos municípios do Lubango, Chibia, Gambos, Humpata, Cacula, Quipungo, Matala, Jamba, Cuvango, Chicomba, Chipindo, Caconda, Caluquembe e Quilengues.
Quinze dos 55 quilómetros da Estrada Nacional 120, no troço Cacula/Quilengues (província da Huíla), em reabilitação desde 2008, estão a receber camada de desgaste de cinco centímetros, depois da criação de valas de drenagem, constatou a Angop no local.
Segundo o perfil inicial, o troço terá duas faixas de rodagem em cada sentido e dois metros de bermas em cada lado.
Em declarações à Angop, o encarregado de obras, Kellen Diógenes, fez saber que desde o início dos trabalhos foram asfaltados 38 quilómetros do troço.

Asfaltagem  estradas 

Cerca de cem quilómetros de estradas nacionais foram reabilitados, este ano, na província do Kuando-Kubango, revelou o director provincial do Instituto de Estradas de Angola (INEA), José António Maria.
José António Maria, que falava à imprensa durante uma visita de campo que o governador da província, fez às obras sociais em curso na cidade de Menongue, disse que a “empreitada decorre de forma aceitável e está executada na ordem dos 50 por cento”.
Trata-se dos troços Menongue/Caiundo, com 77 quilómetros, faltando 58, sete do troço Menongue/Kutato, em direcção à Huíla, e 17 na via Menongue/Cuelei, em direcção ao Bié, onde os trabalhos de alargamento e terraplenagem continuam a ser efectuados.
Sobre a requalificação das ruas da cidade de Menongue, confirmou que continuam as obras de reabilitação, com a colocação do tapete asfáltico, redes de esgotos, passeios e rotundas.

Tempo

Multimédia