Províncias

Há mais denúncia contra a violência

Maiomona Artur |Caxito

A delegação do Ministério da Família e Promoção da Mulher no Bengo registou este ano 42 casos de violência doméstica, informou ao Jornal de Angola a  responsável do sector, Isabel Van-Dúnem.

Na cidade do Caxito está a ser desenvolvido uma ampla campanha de sensibilização
Fotografia: Eduardon Pedro |

A direcção da Família e Promoção da Mulher no Bengo registou este ano até à última sexta-feira 42 casos de violência doméstica, disse, no Caxito, a responsável do sector.
Isabel Van-Dúnem afirmou que aqueles números mostram um aumento de mais 12 ocorrências em relação ao último trimestre de 2012.
 O aumento, referiu, deve-se também ao facto de haver mais pessoas conscientes da importância de denunciar a violência de que são vítimas graças em parte a campanhas realizadas na província.

Mudança de atitude

Ao contrário do que acontecia antes, oito dos casos foram denunciados por homens, segundo Isabel Van-Dúnem .  No quadro das jornadas “Março Mulher”, disse, a direcção da Família e Promoção da Mulher vai promover palestras sobre o papel das Igreja no resgate de valores morais e cívicos e para sensibilizar as mulheres sobre as inconveniências do uso excessivo de álcool e para a importância de redobrarem os cuidados em relação ao HIV/Sida.
No âmbito das mesmas comemorações, anunciou a responsável da direcção da Família e Promoção da Mulher no Bengo, vão realizar-se uma mesa-redonda sobre as causas de violência doméstica e as consequências que ela tem e um seminário para as parteiras tradicionais.
Muitos casos de violência doméstica registados na província do Bengo, acrescentou Isabel Van-Dúnem,  estão relacionados com ofensas corporais, fuga à paternidade e incumprimento de mesada e são encaminhados às autoridades.

Tempo

Multimédia