Províncias

Hospital de Caxito trata a neurologia

Noé Jamba | Bengo

O director dos serviços de urgência do Hospital Geral de Caxito, João das Necessidades Fernandes, assegurou que a unidade sanitária tem sabido dar resposta aos vários casos do foro neurológico.

Hospital Geral de Caxito tem novos serviços para melhorar a assistência à população
Fotografia: Edmundo Eucílio | Bengo

O director dos serviços de urgência do Hospital Geral de Caxito, João das Necessidades Fernandes, assegurou quarta-feira que a unidade sanitária tem sabido dar resposta aos vários casos do foro neurológico.
Durante os primeiros seis meses deste ano, o hospital atendeu 363 pacientes com casos de neurologia, acreditando que a unidade tem conseguido sucessos na forma de lidar com outras doenças, como as epilepsias, dislexias, sobretudo em crianças e jovens, para além das complicações da tripanossomíase.
O médico disse que a unidade também já consegue tratar enxaquecas, alterações e apneias do sono e sua higiene, tremores nas mãos, desmaios, depressão, ansiedade, formigueiro, perda de memória, atraso de desenvolvimento psicomotor, sensação e medo de fazer algo, entre outras.
O director dos serviços de urgência do Hospital Geral de Caxito apelou à população a procurar a unidade clínica, caso se depare com problemas relacionados com as doenças acima referidas, uma vez que a instituição está em condições para dar resposta às mesmas.

Acidentes cardiovasculares registados em maior grau

O médico neurologista disse que o hospital está a registar um acréscimo substancial de casos de acidentes cardiovasculares (AVC), representando a doença de maior incidência tratada naquele estabelecimento de saúde.
Os factores que influenciam o aumento de casos estão relacionados com os maus hábitos alimentares adquiridos com a globalização, a vida atribulada das pessoas, a não aderência ao tratamento anti-hipertensivo, antidiabético e pela fraca informação que os profissionais de saúde transmitem à população sobre as causas da patologia e suas formas de prevenção.
Sobre os cuidados e formas de prevenção de doenças do fórum neurológico, o médico João das Necessidades Fernandes aconselha a que se acatem as medidas que circulam em torno da melhoria dos hábitos alimentares.
O responsável chamou a atenção sobre a importância de se tirar da dieta alimentos hiper saturados em gorduras, de se moderar o hábito do tabaco e do álcool, assim como cuidar da higiene mental (sono e lazer) e o exercício físico regular, evitando a vida sedentária.
João das Necessidades Fernandes disse que os exames neurológicos de rotina não têm sido feitos com normalidade pelos habitantes da cidade de Caxito, também porque a unidade não está ainda ao nível dos outros hospitais do país, quanto a este aspecto.

Cuidado com o álcool e outras drogas

O responsável salientou que os jovens e adultos devem ter mais cuidado em relação ao consumo de álcool e drogas pesadas, tendo alertado que a utilização destas substâncias causa desajustes neuropsicológicos e até psiquiátricos, com consequências nefastas para os próprios e para os que consigo convivem. Aquele especialista referiu que a unidade encontra dificuldades quanto às questões que dizem respeito à cirurgia neurológica. Os pacientes com necessidades neste campo são encaminhados para hospitais aptos para executar tais serviços.
Normalmente, os casos com necessidades de cirurgia neurológica, quer por causas traumáticas (acidentes de viação e outros), quer por questões somáticas e orgânicas, são transferidos para outras unidades hospitalares.

Tempo

Multimédia